Cerimónia da entrega dos prémios do Concurso “Portugal e a Grande Guerra”

Teve lugar no passado sábado, dia 25 de maio, pelas 15 horas, na Casa de Portugal-André de Gouveia, em Paris, a entrega de prémios aos alunos vencedores do concurso escolar Portugal e a Grande Guerra, organizado pela ADEPBA (Association pour le Développement des Etudes Portugaises, Brésiliennes, d’Afrique et d’Asie lusophones), em colaboração com a Coordenação do Ensino Português em França.

O concurso contou com o alto patrocínio da Inspeção Geral de Português do Ministério da Educação Francês, e com o apoio da Caixa Geral de Depósitos – França e do Consulado Geral de Portugal, em Paris.

Destinado a alunos do 1º ciclo (primaire), 2º e 3º ciclo (collège) e secundário (lycée), o concurso permitiu fomentar nos alunos o interesse pela participação portuguesa na Primeira Guerra Mundial (1914-1918), por ocasião da comemoração do centenário do Armistício de 1918.

Foram apresentados a concurso cerca de 140 trabalhos, individuais e coletivos, em formatos vários (produção escrita, trabalho audiovisual, ilustração, banda desenhada, jogo de tabuleiro, entre outros).

A entrega esteve a cargo de Christophe Gonzalez, Presidente da ADEPBA, de Adelaide Cristóvão, Coordenadora do Ensino Português em França, de Annabella Simões, Vice-Presidente da ADEPBA, de António Oliveira, Secretário-Geral da ADEPBA, e contou com a presença do Senhor Embaixador de Portugal na Unesco, o Professor Doutor António Sampaio da Nóvoa, do Inspetor da Academia – I.P.R responsável pelo Português, Manuel Vieira, e do Inspetor geral Honorário, Michel Perez.

No seguimento da entrega de cada prémio, os alunos vencedores presentes foram convidados a a apresentar os seus trabalhos, expostos neste dia na Casa de Portugal.

Site da ADEPBA  (Association pour le Développement des Etudes Portugaises et Brésiliennes)

Ce diaporama nécessite JavaScript.

 

Publicités

Homenagem a Sophia de Mello Breyner – « Concurso Fotográfico de Leitura »

Por ocasião do nascimento da poetisa Sophia de Mello Breyner Andresen, a CEPE levou a cabo 2 concursos junto dos alunos de português.

Os alunos responderam de forma entusiasta a estes desafios. A CEPE recebeu mais de 950 trabalhos nas diferentes categorias.

Trabalhos, todos eles, de grande sensibilidade e criatividade. Um quebra-cabeças para o júri que teve que escolher apenas 3 em cada categoria. Por isso resolveu atribuir 5 menções honrosas e ainda 1 diploma de participação a cada um dos restantes concorrentes.

O júri foi presidido pelo Conselheiro Cultural da Embaixada, Dr. João Pinharanda, Historiador de arte e Comissário da Bienal de Veneza no ano 2017.

Divulgamos aqui os trabalhos premiados no « Concurso Fotográfico de Leitura ».

1º prémio
Ana Carolina (4ème)
Prof.ª Ana Cristina Martini

2º prémio
Hugo (Terminale)
Prof.ª Carla Lourenço

3º prémio
Francesco  (Terminale)
Prof.ª Carla Lourenço

Menções honrosas

Helena (1ère)
Prof.ª Benvinda Sousa

Léa (2nde)
Prof.ª Elisabete Calvinho Afonso

Léane (5ème)
Prof.ª Ana Cristina Martini

Letícia  (3ème)
Prof.ª Isabel Pereira da Costa

Lucas (Terminale)
Prof.ª Carla Lourenço

Victória (1ère)
Prof.ª Carla Lourenço

Clarisse (1ère)
Prof.ª Carla Lourenço

Homenagem a Sophia de Mello Breyner – Concurso « Sophia Ilustrada » na categoria Postal

Por ocasião do nascimento da poetisa Sophia de Mello Breyner Andresen, a CEPE levou a cabo 2 concursos junto dos alunos de português.

Os alunos responderam de forma entusiasta a estes desafios. A CEPE recebeu mais de 950 trabalhos nas diferentes categorias.

Trabalhos, todos eles, de grande sensibilidade e criatividade. Um quebra-cabeças para o júri que teve que escolher apenas 3 em cada categoria. Por isso resolveu atribuir 5 menções honrosas e ainda 1 diploma de participação a cada um dos restantes concorrentes.

O júri foi presidido pelo Conselheiro Cultural da Embaixada, Dr. João Pinharanda, Historiador de arte e Comissário da Bienal de Veneza no ano 2017.

Divulgamos aqui os trabalhos premiados no concurso « Sophia Ilustrada », na categoria Postal.

 


1º prémio
Chrystèle (CM2)
Prof. Jorge Vieira

 

2º prémio
Marie (CM2)
Prof.ª Lucinda Costa

 

3º prémio
Helena (CE2)
Prof.ª Maria de Fátima Dias

 

Menções honrosas

 Lola (CM1)
Prof.ª Maria de Fátima Dias

 

Marco (CM1)
Prof.ª Margarida Sousa

 


Clara (CM1)
Prof.ª Isabel dos Anjos Fernandes

 

Rafael (CM2)
Prof. Jorge Vieira

 



Mélanie (CM2)
Prof. Jorge Vieira

Homenagem a Sophia de Mello Breyner – « Concurso Sophia Ilustrada » na categoria Ilustração

Por ocasião do nascimento da poetisa Sophia de Mello Breyner Andresen, a CEPE levou a cabo 2 concursos junto dos alunos de português.

Os alunos responderam de forma entusiasta a estes desafios. A CEPE recebeu mais de 950 trabalhos nas diferentes categorias.

Trabalhos, todos eles, de grande sensibilidade e criatividade. Um quebra-cabeças para o júri que teve que escolher apenas 3 em cada categoria. Por isso resolveu atribuir 5 menções honrosas e ainda 1 diploma de participação a cada um dos restantes concorrentes.

O júri foi presidido pelo Conselheiro Cultural da Embaixada, Dr. João Pinharanda, Historiador de arte e Comissário da Bienal de Veneza no ano 2017.

Partilhamos aqui  os trabalhos premiados no concurso « Sophia Ilustrada », na categoria Ilustração.

1º prémio
Antoine  (CM1)
Prof. Gil Castro

 

2º prémio
João Pedro (CE2)
Prof.ª Nair Ferreira

 

3º prémio
Roxane  (CM1)
Prof.ª Cristina Sério

 

Menções honrosas

 Agathe (CM1)
Prof.ª Catarina Martins

 

Gabriela (CM1)
Prof.ª Carina Almeida

 

Leonor(CM2)
Prof.ª Laura Barreira

 

Louna (CM2)
Prof. Gil Castro

 

Naomie (CE1)
Prof.ª Hedna Torres

Semana da leitura 2019 – Um poema por dia de Sophia [4]

Résultat de recherche d'images pour "sophia mello breyner"

Hora

Sinto que hoje novamente embarco

Para as grandes aventuras,

Passam no ar palavras obscuras

E o meu desejo canta — por isso marco

Nos meus sentidos a imagem desta hora.

 

Sonoro e profundo

Aquele mundo

Que eu sonhara e perdera

Espera

O peso dos meus gestos.

 

E dormem mil gestos nos meus dedos.

 

Desligadas dos círculos funestos

Das mentiras alheias,

Finalmente solitárias,

As minhas mãos estão cheias

De expectativa e de segredos

Como os negros arvoredos

Que baloiçam na noite murmurando.

 

Ao longe por mim oiço chamando

A voz das coisas que eu sei amar.

 

E de novo caminho para o mar.

 

Sophia de Mello Breyner Andresen